terça-feira, 5 de agosto de 2008

Hey, Judy!

Zapeando na TV, me deparo com um rosto e uma voz doce e um jeitinho Dorothy que me chamam a atenção. Pronto! E era ela: Judy Garland, atriz que interpretou a Dorothy de O Mágico de Oz, em uma espécie de biografia no GNT. O seriado mostrava como nasceu a estrela. Uma menina delicada, porém dedicada, sofrendo pressões por não possuir uma beleza padrão da época – estamos falando da década de ouro de Holywood, de moças elegantes e magérrimas. A mocinha de olhos marcantes foi obrigada a assinar uma cláusula cruel no qual constava que ela não poderia engordar, nem tampouco perder a voz. Com uma relação nada amigável com a mãe e tendo perdido o pai e cada vez tomando mais e mais pilulazinhas que a impedissem de perder a silhueta de menina, o fim da história não é daqueles de volta por cima. Ao contrário, ela se afunda mais e mais, sem direito a idas e vindas na rehab e como bem disse antes, sem um pai que dissesse yes, yes, yes. Enfim, além do drama de sua história, no seriado a mãe de Liza Minelli usava roupas que reafirmavam um jeito menina desprotegida. Forçado ou não, o resultado era fofíssimo! Resolvi pesquisar e dividir o que garimpei da bonequinha que não soube lidar com o luxo.



2 comentários:

Francielle da Maia disse...

Oii..adoro essa atriz..tenho o filme o mágico de oz..acho muito foofo haha..

Então mando noticiaas sim..beijos.

Claudia Pimenta disse...

oi priscila! bom ter-lhe de volta à blogolândia! bjs e seja sempre bem-vinda!